Bolívia vai remover policiais que vigiam embaixada dos EUA

La Paz, 15 mar (EFE).- O Governo da Bolívia anunciou hoje que vai remover os policiais nacionais que dão segurança à embaixada dos Estados Unidos em La Paz alegando que sua continuidade nesses postos é irregular.

EFE |

O ministro de Governo, Alfredo Rada, responsável pela segurança interna do país, afirmou à rádio estatal "Patria Nueva" ("Pátria Nova") que nesse destacamento há oficiais bolivianos com até 11 anos no posto, quando a norma fixa um período de dois anos como máximo.

"É irregular porque a Polícia dispõe de regulamentos que indicam que um policial deve trocar de posto a cada dois anos, no máximo", disse.

A embaixada americana utiliza em sua segurança 73 agentes bolivianos.

Rada também voltou a acusar Francisco Martínez, segundo secretário da embaixada dos EUA e expulso da Bolívia na semana passada, de conspirar contra o Governo.

A mesma alegação de conspiração contra o presidente Evo Morales foi usada em setembro do ano passado para expulsar da Bolívia o embaixador americano Philip Goldberg, ao que Washington respondeu fazendo o mesmo com o embaixador boliviano Gustavo Guzmán. EFE ja/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG