Bolívia rompe relações com Israel

La Paz, 14 jan (EFE).- O presidente da Bolívia, Evo Morales, anunciou hoje o rompimento de relações diplomáticas de com Israel, em solidariedade ao povo palestino diante do ataque que sofre na Faixa de Gaza, informou a imprensa local e fontes oficiais.

EFE |

Além disso, Morales afirmou, durante um ato em La Paz que seu Governo processará o presidente de Israel, Shimon Peres, e seu primeiro-ministro, Ehud Olmert, no Tribunal Penal Internacional por "genocídio".

"Os crimes do Governo de Israel afetam a estabilidade e paz mundial e fizeram o mundo retroceder à pior etapa dos crimes de lesa-humanidade que não eram vividos senão na Segunda Guerra Mundial e nos últimos anos na ex-Iugoslávia e Ruanda", disse Morales, segundo a agência estatal "ABI".

Morales também disse que "a Bolívia é um Estado pacifista que não pode ficar parado olhando o evidente genocídio que comete Israel contra civis em Gaza", sem mencionar os ataques do Hamas, da faixa contra o território israelense, antes mesmo do fim do cessar-fogo em 19 de dezembro. EFE sam/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG