Bolívia: Rádio de senador opositor sofre atentado à bomba

La Paz, 18 dez (EFE).- Uma emissora de rádio de propriedade do senador boliviano Guido Guardia, um opositor do Governo de Evo Morales, foi alvo de um atentado com explosivos na região de Santa Cruz (leste) esta madrugada, denunciou hoje o mesmo legislador.

EFE |

O atentado não deixou vítimas, mas destruiu a porta de entrada da emissora de rádio e atingiu imóveis vizinhos, mostraram emissoras locais.

Guardia declarou à rede "Uno" de TV que o atentado, na sua opinião, tem a intenção de o amedrontar porque não quer ser parte da "corrupção" que afirma que existe no Governo.

Este senador foi eleito em 2006 como representante da legenda governamental Movimento ao Socialismo (MAS), partido do presidente Morales, mas depois se distanciou do mesmo e atualmente é um dos opositores frontais do Executivo.

"Eu tenho mais ou menos os dados daqueles que estão por trás de tudo isto ou que são os atores principais e eu os vou caçar. Eu vou me encarregar de caçá-los, pois a Polícia não faz nada e a promotoria também não", declarou Guarda.

Afirmou que procurará aqueles que atacaram sua rádio para mandá-los para a prisão ou os enfrentar "como eles desejarem".

Também acrescentou que não o amedrontarão e fará campanha por um "não contundente" ao projeto de nova Constituição que promove o Governo e que será submetido em janeiro a um referendo. EFE ja/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG