Bolívia quer ser sede de tribunal climático

O tribunal servirá para julgar os países ricos e desenvolvidos que não cumprem com os convênios para reduzir seus gases nocivos

EFE |

O Governo da Bolívia destacou hoje o fato do país poder ser sede de um futuro Tribunal de Justiça Climática, cuja criação será exigida as Nações Unidas por organizações sociais e indígenas.

O ministro boliviano de Exteriores, David Choquehuanca, disse que o tribunal proposto servirá para julgar os países ricos e desenvolvidos que não cumprem com os convênios para reduzir seus gases do efeito estufa.

Choquehuanca sustentou que a proposta não nasceu dos bolivianos, mas daqueles que estiveram na Conferência Mundial dos Povos sobre a Mudança Climática e os Direitos da Mãe Terra realizada semana passada na localidade de Tiquipaya, próxima a cidade de Cochabamba (centro).

Se as Nações Unidas criarem um Tribunal sobre Justiça Climática, os bolivianos se sentirão orgulhosos se elegerem Cochabamba ou Tiquipaya para abrigar esse organismo internacional, apontou o ministro.

Nesse sentido, também lembrou que Cochabamba foi escolhida pela União de Nações Sul-Americanas (Unasul) como sede de seu futuro Parlamento.

Além do tribunal, o encontro exigiu que os países ricos honrem sua dívida com nações pobres que pagam as consequências da mudança climática e, além disso, demandou a redução em 50% dos gases do efeito estufa.

O encontro aprovou, além disso, o incentivo a um referendo mundial para que se defina como encarar a crise da mudança climática e propôs um acordo internacional sobre os direitos da Mãe Terra.

Segundo Choquehuanca, a única forma de fazer respeitar os direitos da Madre Tierra é com a construção "de um movimento mundial de povos" que começou a ser planejado em Tiquipaya.

O presidente Evo Morales anunciou que apresentará pessoalmente os resultados do encontro nas Nações Unidas e, segundo o ministro, também poderia viajar à União Europeia e ao Japão para fazer o mesmo. EFE

    Leia tudo sobre: Bolíviaclima

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG