Bolívia pode recusar ajuda se EUA não admitirem a folha de coca

O governo do presidente da Bolívia, Evo Morales, afirmou neste domingo que os Estados Unidos podem deixar de cooperar na luta contra as drogas se não respeitarem a política de revalorização da folha de coca, reconhecida na nova Constituição da Bolívia.

AFP |

"Nossa estratégia é lutar contra o narcotráfico e pela revalorização da coca e isso deve ficar claro", afirmou o chanceler, David Choquehuanca, citado neste domingo pelo jornal La Razón, em meio à pior crise diplomática bilateral por relatórios dos EUA que criticaram a situação dos direitos humanos e a luta antinarcóticos no país andino.

O governo de Morales incluiu na nova Carta Magna um artigo declarando a coca como "patrimônio cultural" e obrigando o Estado a promover a revalorização e a industrialização do vegetal.

jac/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG