Bolívia pedirá a Brasil que detenha cidadãos armados que cruzaram a fronteira

O governo da Bolívia anunciou neste domingo que pedirá às autoridades brasileiras que detenham cidadãos armados que provavelmente cruzaram a fronteira em Cobija (norte), após os atos violentos da quinta-feira no departamento fronteiriço de Pando que levaram à decretação do estado de sítio.

AFP |

"Estamos fazendo articulações com o Brasil para que possam deter lá cidadãos portando armas", afirmou ao Canal 7 (estatal) o ministro boliviano da Defesa, Walker San Miguel, avaliando a situação em Pando.

No povoado de Porvenir, perto de Conija, foram registrados na quinta-feira violentos enfrentamentos entre governistas e opositores, que terminaram com a morte de pelo menos 18 pessoas e cerca de 100 feridos.

"Estamos vivendo uma fase duríssima, mas com a certeza de que a justiça será feita e os autores desse massacre vão terminar em Chonchocoro (prisão de segurança máxima no altiplano boliviano)", afirmou.

str/rb/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG