Bolívia pede cancelamento de participação de peruana no Miss Universo

La Paz, 14 ago (EFE).- A Bolívia apresentou à organização do concurso Miss Universo um pedido formal de cancelamento da participação da representante peruana, pelo uso de um traje típico que, segundo o Governo do país, é boliviano, informou hoje uma fonte oficial.

EFE |

O Ministério de Cultura assinalou, em comunicado, que o pedido foi enviado nesta quinta-feira para impedir a apresentação da Miss Peru, Karen Schwartz, na categoria de traje típico.

Schwarz desfilou este ano com um colorido traje tipicamente usado na "Diablada", uma dança folclórica típica da região andina de Oruro, no oeste da Bolívia.

As autoridades peruanas afirmam que a "Diablada" era dançada no sul do país dois séculos antes que na Bolívia e que é uma representação típica do folclore de todo o planalto, região que se estende por vários países da região.

O Ministério boliviano lembrou que a "Diablada" é um dos símbolos do Carnaval de Oruro, que em 2001 foi declarado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) como Obra Prima e Patrimônio Oral e Intangível da Humanidade.

Por este motivo, o Governo de Evo Morales e a Prefeitura de Oruro iniciarão, na segunda-feira, uma campanha para "reivindicar" a "Diablada" como patrimônio cultural boliviano.

A escolha e coroação da nova Miss Universo será realizada nas Bahamas, no dia 23 de agosto. EFE gb/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG