La Paz, 23 out (EFE).- O Governo da Bolívia negou hoje que o presidente Evo Morales tenha planejado viajar no fim de semana à Colômbia para acompanhar uma passeata de protesto indígena que se dirige à cidade de Cali.

"O presidente Morales não deve fazer essa viagem à Colômbia", disse à agência Efe uma fonte oficial da Chancelaria boliviana, sem acrescentar mais comentários, enquanto no Palácio de Governo assinalaram que o governante tem uma agenda de atividades diferentes para este fim de semana.

A participação de Morales em uma mobilização de 20 mil indígenas da Colômbia foi dada hoje quase como certa por um dirigente colombiano do Conselho Regional Indígena do Cauca.

Feliciano Valencia assinalou que o conselho convidou sete personalidades internacionais a visitar Cali no sábado, entre elas Morales e o Prêmio Nobel da Paz Adolfo Pérez Esquivel.

Os indígenas colombianos estão mobilizados para reivindicar terras ancestrais e rejeitar violência contra suas comunidades.

Morales encontra-se hoje na cidade de Santa Cruz, em um encontro internacional de indígenas de 20 países, que se reúnem para lhe dar respaldo político e debater direitos à igualdade e lutas contra o racismo. EFE ja/jp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.