A Interpol anunciou na noite desta sexta-feira que realiza uma investigação sobre os misteriosos terroristas que, segundo La Paz, planejavam um atentado contra o presidente boliviano Evo Morales.

A polícia boliviana matou na quinta-feira, durante confronto no centro de Santa Cruz, a capital econômica do leste do país, situada a 900 km de La Paz, três pessoas de nacionalidades diferentes e deteve outras duas.

"O nome de cinco indivíduos mortos ou detidos foram comunicados pelo escritório Central da Interpol de La Paz à sua sede em Lyon (França), para investigá-los através de seu banco de dados.

Segundo o governo boliviano, o grupo de "terroristas fascistas", planejava assassinar o presidente Evo Morales, o vice Alvaro García e o prefeito de Santa Cruz, o opositor Rubén Costas.

cnp/fm/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.