O governo boliviano comunicou nesta segunda-feira à embaixada dos Estados Unidos em La Paz a expulsão de seu segundo secretário, acusado pelo presidente Evo Morales de conspiração, e lhe deu um prazo de 72 horas para abandonar o país, informou o chanceler David Choquehuanca.

jac/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.