Bolívia: Evo Morales vai convidar a oposição a um diálogo

O presidente da Bolívia, Evo Morales, convidará a oposição a um diálogo para resolver a crise política depois do referendo revogatório deste domingo, no qual ele, seu vice e oito prefeitos põem os cargos em jogo, anunciou o ministro da presidência, Juan Ramón Quintanadijo.

AFP |

"Vamos convocar o diálogo para depois de 10 (de agosto)", disse ele. Governistas e opositores tentaram em vão nos últimos seis meses instalar mesas de diálogo, inclusive com a mediação da Igreja Católica, da OEA, da União Européia e países amigos da região.

Pesquisas de empresas privadas divulgadas por meios locais assinalam que serão ratificados nas urnas o presidente e pelo menos três prefeitos da oposição, entre eles o poderoso Rubén Costas, da região de Santa Cruz.

A crise política aflorou no país com mais força em meados de agosto, entre o governismo que tem visão do país de natureza estatizante e indígena e a oposição liberal.

jac/jlv/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG