Bolívia e Paraguai comemoram fim da Guerra do Chaco

Os presidentes Evo Morales (Bolívia) e Nicanor Duarte (Paraguai) e o sucessor deste último, Fernando Lugo, vão celebrar, neste sábado, na cidade de Villamontes (sudeste), o fim da Guerra do Chaco, de 1935, anunciou uma fonte oficial.

AFP |

"Em Villamontes (1.200 km ao sudeste de La Paz), está-se preparando uma festa de integração entre dois povos irmãos, Bolívia e Paraguai, para recordar 73 anos do fim das hostilidades", afirmou o porta-voz do governo boliviano, Iván Canelas.

Segundo Canelas, participarão do ato os chefes de Estado boliviano e paraguaio, além do presidente recém-eleito do Paraguai, que tomará posse em 15 de agosto.

Moradores de Villamontes mantêm, contudo, uma ameaça de impedir a chegada do presidente boliviano à região para exigir que atenda às suas reivindicações locais.

"Não vamos deixar seu avião aterrissar, se o presidente (Morales) não quiser reconhecer a autonomia regional", disse à AFP o líder civil Felipe Moza, explicando que a localidade reivindica a formação de governos autônomos, modelo de gestão que é rejeitado por Evo Morales.

jac/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG