Bolívia define poder regional em eleições essenciais para Morales

A Bolívia define neste domingo o mapa do poder regional em eleições para governadores, vitais para o presidente Evo Morales, que tenta obter uma hegemonia nos nove departamentos do país. A votação teve início às 8 horas (10 horas de Brasília) e prosseguirá por oito horas.

AFP |

Além dos nove governadores, quase 5 milhões de bolivianos também vão escolher 144 representantes de assembleias departamentais, 337 prefeitos, 1.887 vereadores, 23 autoridades indígenas locais, subgovernadores provinciais e corregedores, em uma votação intrincada.

AP
Evo acena para partidários ao chegar em seção eleitoral para votar

Evo acena para partidários ao chegar em seção eleitoral para votar



Essa é a primeira eleição na história boliviana que vai resultar em governos autônomos (até agora são prefeituras dependentes do Poder Executivo) amparados na nova Constituição, em vigor desde o ano passado, após a aprovação em um referendo.

As pesquisas independentes preveem a disputa entre os aliados de Evo - que controla os poderes Executivo e Legislativo - e líderes de direita em cinco das nove regiões da Bolívia, país com 10 milhões de habitantes.

Os resultados oficiais da votação serão anunciados em 19 de abril, mas a imprensa deve divulgar pesquisas de boca de urna na noite deste domingo.

Leia mais sobre Bolívia

    Leia tudo sobre: bolívia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG