O Arcebispado de Santa Cruz pediu nesta segunda-feira ao Governo boliviano que reconheça o resultado do referendo que respaldou domingo com 82% dos votos o estatuto autonômico dessa região.

"O governo deveria reconhecer o resultado", disse o porta-voz do Arcebispo, o sacerdote Marcial Chupinagua.

"Todas as autoridades estão chamadas a transmitir sinais de predisposição ao diálogo", afirmou.

Em atitude criticada pelo governismo, o cardeal Julio Terrazas, máxima autoridade católica boliviana, foi votar, domingo, no referendo considerado "ilegal e inconstitucional" pelo presidente socialista Evo Morales.

jac/rb/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.