Bogotá vazou informações sobre contatos europeus com Farc

O governo colombiano vazou informações sobre contatos de França e Suíça com a guerrilha das Farc para facilitar a operação que permitiu o resgate da franco-colombiana Ingrid Betancourt e de outros 14 reféns, revelou nesta sexta-feira o ministro da Defesa, Juan Manuel Santos.

AFP |

Santos disse que determinou o vazamento das informações, no final de semana passado, para dar credibilidade ao plano de transferir os reféns de helicóptero para o acampamento do chefe das Farc, Alfonso Cano.

Segundo informações divulgadas no dia 29 de junho, dois delegados, de França e Suíça, receberam autorização de Bogotá para entrar em contato com Cano para uma eventual troca de reféns por rebeldes presos.

"No domingo de manhã me ocorreu que esta informação, que era verídica, deveria vazar, porque serviria para confirmar a história da transferência dos reféns para um possível acordo humanitário".

"Se César (um dos carcereiros de Ingrid) ouvisse que estes senhores estavam com Alfonso Cano, isto apoiaria nossa história (para o resgate). Foi um vazamento intencional".

A operação de resgate, realizada pelo Exército colombiano, simulou uma transferência de reféns para o acampamento de Cano, com helicópteros e agentes disfarçados.

axm/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG