Bogotá suspende todos os eventos com mexicanos em maio e junho

Bogotá, 2 mai (EFE).- O medo da gripe suína fez as autoridades de Bogotá suspenderem todos os eventos marcadas para maio e junho na capital colombiana com artistas, esportistas e empresários mexicanos, incluindo dois shows do humorista Roberto Gómez Bolaños, que interpreta o personagem Chaves.

EFE |

As atividades com mexicanos em Bogotá foram suspensas por determinação do comitê local de prevenção da gripe suína, explicou hoje a Secretaria Distrital de Saúde (SDS) de Bogotá.

Segundo o secretário, Héctor Zambrano, a medida também poderá ser ampliada para espetáculos ou demais eventos de moradores da Califórnia e do Texas, nos Estados Unidos, ou de quem tiver viajado recentemente a um desses dois estados americanos -os mais afetados no país pela gripe suína.

"Não são decisões arbitrárias nem falta de solidariedade", defendeu Zambrano, que justificou as determinações nos protocolos definidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS) de "evitar eventos coletivos, maciços a cargo de pessoas que procedam de locais com grande incidência (de epidemias)".

As autoridades de Bogotá já informaram alguns empresários mexicanos de espetáculos da medida e também a comunicarão à Embaixada desse país.

Na quinta-feira, já havia sido desautorizada em Bogotá a realização das partidas das oitavas-de-final da Copa Libertadores da América dos times mexicanos Chivas de Guadalajara e San Luís -adversário do São Paulo-, que seriam jogados na próxima semana.

Além de Roberto Gómez Bolaños, que apresentaria seu espetáculo "Chespirito (nome original do Chaves) 11 e 12", de 27 a 30 de maio, os grupos mexicanos de rock Café Tacuba e Fobia tocariam em Bogotá, respectivamente, nos dias 27 e 28 de maio.

Por enquanto, a Colômbia não confirmou nenhum paciente com gripe suína, embora tenha 29 casos suspeitos.

No México, até agora, a doença matou 16 pessoas, dentre 427 infectados.

A única outra vítima fatal, por enquanto, ocorreu nos Estados Unidos, e também foi de um mexicano -um menino de dois anos, morador do Texas- dentre 141 doentes. EFE jgh/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG