Bogotá decide reforçar segurança após 3 atentados

Bogotá, 1 jul (EFE).- Três atentados recentes envolvendo explosivos em Bogotá, que deixaram um morto e dez feridos, obrigaram hoje a Polícia a aumentar os trabalhos da inteligência para prevenir novos ataques e a oferecer uma recompensa por informação que permita chegar aos terroristas.

EFE |

O diretor da Polícia colombiana, general Óscar Naranjo, assinalou que devido aos atentados, ocorridos no sul da capital, será reforçado o serviço de inteligência para resistir a esse tipo de ataques, que ainda não se sabe se estão interligados.

"O que estamos fazendo com Bogotá é aumentando o serviço de inteligência, o que estamos fazendo com Bogotá é lançando uma chamada à comunidade para que qualquer pessoa, pacote ou veículo suspeito seja reportado de maneira oportuna à autoridade", disse o general à imprensa.

A secretária de Governo de Bogotá, Clara López, assegurou que não se descarta que esses três atentados estejam relacionados e estão sendo investigadas diversas hipóteses sobre os autores.

"Claro que não podemos detalhar nenhuma conexão entre eles, mas é algo que também não se descarta. As investigações estão avançando bem e renovo essa chamada à solidariedade dos cidadãos", ressaltou.

Além disso, a secretária informou que está sendo oferecida uma recompensa de 10 milhões de pesos (US$ 4.700) por informação que permita esclarecer os fatos e deter os responsáveis.

A hipótese considerada até o momento pelas autoridades aponta principalmente para a guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). EFE fer/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG