Boeing passa por seu primeiro dia de greve

O fabricante aeronáutico americano Boeing atravessou neste sábado seu primeiro dia de greve que atinge a produção em um momento ruim para a empresa e pode custar para ela mais de cem milhões de dólares por dia.

AFP |

Cerca de 27.000 trabalhadores da Boeing entraram em greve após o fracasso das negociações salariais entre o sindicato e a direção da empresa.

Segundo o documento emitido na véspera, as negociações entre a companhia e a Associação Internacional de Operários e Trabalhadores Aerospaciais terminaram sem que um acordo fosse alcançado.

"Durante os últimos dois dias, a Boeing, o sindicato e o mediador federal trabalharam duro buscando de boa fé explorar as opções que poderiam levar a um acordo", disse Scott Carson, presidente dos aviões comerciais Boeing.

"Infelizmente, as diferenças eram muito grandes", afirmou.

A paralisação envolve aproximadamente 16% do pessoal da fábrica da Boeing, mas a empresa não comunicou que locais de produção são os mais afetados pelos piquetes.

Esta greve é a quarta do sindicato internacional de mecânicos e trabalhadores aeronáuticos em duas décadas.

aa/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG