BM destina US$ 30 milhões a programas de saúde no Afeganistão

Cabul, 25 mar (EFE).- O Banco Mundial (BM) aprovou hoje uma ajuda de US$ 30 milhões destinada a melhorar a saúde e a nutrição da população afegã, principalmente da infância e das mulheres.

EFE |

Em comunicado reproduzido pela agência afegã "AIP", a instituição financeira explicou que o dinheiro servirá para financiar parte dos programas de saúde do Governo afegão e combater a desnutrição de que sofre boa parte de sua população.

"As baremas de saúde no Afeganistão são das piores do mundo. A mortalidade das crianças com menos de cinco anos é 67% superior que a média dos países subdesenvolvidos", afirmou o BM na nota.

Apesar de o Governo afegão ter conseguido "melhorar" a situação e de os projetos nutricionais terem reduzido o índice de mortalidade infantil em 22% em 2006 frente a 2001, os números ainda são alarmantes, segundo o Banco Mundial.

O Programa Estratégico de Saúde e Nutrição (NHSS) elaborado pelo Executivo afegão, cujo custo para a aplicação foi estimado em US$ 550 milhões, conta com a ajuda econômica de União Europeia, Estados Unidos, Japão e outros países e instituições.

Entre 2002 e 2008, o BM financiou 37 projetos no Afeganistão, aos quais destinou US$ 1,2 bilhão, e concedeu empréstimos sem juros no valor de US$ 436 milhões. EFE nh/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG