Bloqueio israelense prejudica reconstrução de Gaza, lamenta ONU

Nações Unidas, 28 mai (EFE).- O bloqueio que Israel impõe a Gaza prejudica a reconstrução da Faixa, depois da ofensiva militar do Estado judeu de dezembro e janeiro últimos, lamentou hoje o coordenador humanitário da ONU nos territórios palestinos, Maxwell Gaylard.

EFE |

O diplomata assegurou que as Nações Unidas e as organizações com as quais colabora estão prontas para dar início às tarefas de reconstrução "tão logo sejam suspensas as restrições à passagem dos materiais adequados".

"Não são permitidos cimento, vergalhões, materiais de construção, e nada que realmente sirva para se construir uma casa", disse Gaylard em coletiva de imprensa.

Lembrou que os 22 dias de operações israelenses destruíram cerca de quatro mil casas e danificaram outras 40 mil, o que deixou milhares de moradores dos territórios palestinos sem ter onde morar.

Apesar dessas necessidades, e de contar com promessas de ajuda financeira internacional, a reconstrução não pode começar pelo fechamento dos postos fronteiriços israelenses.

As autoridades militares somente permitem a importação "de uma lista limitada de produtos alimentícios e alguns remédios", ressaltou.

"Em resumo, o bloqueio de Gaza segue de pé", completou Gaylard.

O coordenador humanitário da ONU lembrou ainda que o secretário-geral do órgão, Ban Ki-moon, pede ao Governo israelense para que abra os postos fronteiriços, que constituem "um castigo coletivo para 1,5 milhão de pessoas", segundo o próprio Gaylard. EFE jju/fr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG