Bloqueados em alto mar 154 clandestinos após recusa de Itália e Malta

Um navio mercante com bandeira panamenha, que recolheu 154 imigrantes clandestinos, está bloqueado em alto mar, ao sul da ilha italiana de Lampedusa, na zona de intervenção de Malta, após a recusa dos governos próximos de acolhê-los, informou nesta sexta-feira a imprensa italiana.

AFP |

O cargueiro, de bandeira panamenha, resgatou na quinta-feira duas embarcações que navegavam à deriva com os clandestinos e encontrou um corpo a cerca de 80km ao sul de Lampedusa.

As autoridades maltesas solicitaram à tripulação que se dirigisse para o porto mais próximo, o de Lampedusa, mas o governo italiano não aceitou a decisão, considerando que os imigrantes foram salvos na zona de intervenção sob controle de Malta, pelo que cabe a este país recebê-los.

"Malta deve assumir suas responsabilidades e respeitar os acordos internacionais", disse nesta sexta-feira o ministro do Interior italiano, Roberto Maroni.

"As zonas de intervenção estão claramente definidas, mas com frequência não são respeitadas", disse Maroni.

Estas críticas foram consideradas "inaceitáveis" pelo ministro do Interior de Malta, Carmelo Mifsud Bonnici, segundo a imprensa italiana.

A Itália recebeu 36.900 imigrantes em 2008, 75% a mais do que em 2007, segundo cálculos oficiais.

Malta recebeu o número recorde de 2.775 clandestinos em 2008.

kd-kv/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG