O presidente da Federação Internacional de Futebol, Joseph Blatter, espera um relatório completo da Confederação Africana (CAF) sobre o ataque com armas de fogo contra um ônibus da delegação do Togo, no território de Angola.

A Fifa "está em contato com a CAF e seu presidente, Issa Hayatou, a espera de um relatório completo sobre a situação", destaca um comunicado divulgado pelo organismo.

Blatter se declarou "profundamente afetado pelos incidentes" e manifestou sua solidariedade à seleção nacional do Togo.

Nove membros da delegação togolesa ficaram feridos e o motorista morreu quando o ônibus foi metralhado ao sair do Congo e entrar em Angola, onde no domingo começa a Copa Africana de Nações (CAN).

À noite, a Confederação Africana de Futebol (CAF) garantiu que o torneio não será cancelado.

cd/yw/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.