Blair pede que Estados Unidos apóiem plano egípcio para Gaza

Paris, 8 jan (EFE).- O enviado especial do Quarteto para o Oriente Médio e ex-primeiro-ministro do Reino Unido, Tony Blair, pediu hoje que os Estados Unidos apóiem o acordo proposto pelo Egito para conseguir o cessar-fogo na Faixa de Gaza.

EFE |

"Agora, é muito importante para os Estados Unidos, em Nova York, junto com o Conselho de Segurança da ONU (...), que seja feito tudo o possível para alcançar esse acordo", disse Blair à emissora de rádio "Europe 1", em referência à proposta do presidente egípcio, Hosni Mubarak.

A proposta inclui disposições para colocar fim ao contrabando de armas em Gaza e evitar o rearmamento do Hamas, depois do fim do atual conflito, e que são algumas das principais preocupações manifestadas por Israel em relação a esse território.

"É possível alcançar um acordo que contenha três elementos: primeiro, um cessar-fogo das duas partes, israelense e do Hamas, segundo, é muito importante fechar os túneis (entre Gaza e Egito), porque é por onde o Hamas importa as armas e o dinheiro, e, terceiro, a abertura das passagens fronteiriças para abastecer a população de Gaza", acrescentou Blair.

Os EUA se mostraram ontem favoráveis à iniciativa de Mubarak, mas pediu detalhes sobre o plano, com o qual se pretende acabar com um conflito que causou a morte de mais de 700 pessoas devido à intervenção do Exército israelense, em resposta aos lançamentos de foguetes a partir de Gaza sobre o território de Israel. EFE jaf/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG