Washington, 12 jan (EFE).- Gene Robinson, o primeiro homossexual consagrado como bispo episcopal, foi eleito para oficiar as orações na cerimônia oficial no marco dos atos de posse do presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama.

A cerimônia ocorrerá em um dos principais monumentos de Washington, o Lincoln Memorial, neste domingo, dois dias antes do evento para a posse de Obama, programado para 20 de janeiro.

Clark Stevens, porta-voz do comitê que organiza as cerimônias em torno da posse de Obama como o 44º presidente dos Estados Unidos, confirmou hoje a escolha de Robinson para estar à frente das orações.

Stevens disse que o convite tem como origem o fato de o bispo episcopal ter assessorado Obama durante a campanha eleitoral e ao próprio trabalho eclesiástico de Robinson.

Com a escolha de Robinson, a equipe de Obama quis abrandar as duras críticas dos coletivos homossexuais, que protestaram com irritação quando souberam que Rick Warren pronunciará a oração principal durante a cerimônia de posse de 20 de janeiro.

Warren, fundador e pastor principal da igreja evangélica Saddleback, em Lake Forest, Califórnia, disse que se opõe à igualação legal da união de homossexuais com o casamento entre um homem e uma mulher.

Além disso, Warren respaldou uma proposta submetida a plebiscito em novembro na Califórnia que define o casamento apenas como a união de um homem com uma mulher.

Agora, a equipe de Obama decidiu compensar a balança com a escolha de Gene Robinson para as orações de domingo.

A equipe de Obama anunciou também que, pela primeira vez, uma mulher, Sharon Watkins, a presidente da Igreja dos Discípulos de Cristo, fará o sermão inaugural, em 21 de janeiro, na Catedral Nacional.

Watkins, que lidera uma congregação de 700 mil membros, disse o que espera de sua mensagem: que "convoque a todos a crer em algo maior do que nós mesmos e lembre a todos de que precisamos ajudar o próximo na construção de comunidades". EFE jab/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.