Bispo britânico elogia Talebã e causa polêmica

O novo bispo anglicano para as Forças Armadas britânicas, Stephen Venner, causou polêmica ao declarar em uma entrevista que os militantes do Talebã poderiam talvez ser admirados por sua convicção à fé e seu senso de lealdade uns com os outros. Em uma entrevista ao jornal britânico Daily Telegraph publicada nesta segunda-feira, Venner afirmou que ninguém nos países ocidentais poderia aprovar o que o Talebã defende, mas a atitude em relação ao movimento é muito simplista.

BBC Brasil |

"Existe um grande número de coisas que o Talebã defende e que nenhum de nós no Ocidente poderíamos aprovar, mas simplesmente afirmar que tudo o que eles fazem é ruim não está ajudando na situação", disse.

As declarações de Venner levaram um parlamentar britânico, o liberal democrata Bob Russell, a acusar o bispo anglicano de oferecer "consolo e auxílio ao inimigo".

Russel acrescentou que o bispo deveria se concentrar em "melhorar o moral de nossas Forças Armadas ao invés de melhorar o moral do nosso inimigo".

Já o bispo disse em entrevista à BBC que suas afirmações foram tiradas do contexto pelo Daily Telegraph.

"Não estou tentando apoiar o Talebã. No momento, o que eles estão fazendo é maligno", disse.

Venner afirmou que ficaria "profundamente angustiado" se alguém se sentisse ofendido e esperava não ter ameaçado seu trabalho.

'Ingênuo'
Na entrevista à BBC, Venner admitiu que pode ter sido ingênuo ao fazer os comentários para o Daily Telegraph.

"Não estou tentando apoiar o Talebã. Longe disso. Apoio muito nossas forças", disse.

"E se o que eu disse e a forma como foi divulgado ofendeu alguém, então, é claro, estou profundamente angustiado e muito arrependido, e se a isto se aplica o rótulo de ingenuidade, então eu meu considero culpado", afirmou.

O bispo afirma que a forma com que a entrevista foi escrita, fez com que seus comentários parecessem "incrivelmente insensíveis".

Venner também defendeu a afirmação que fez, durante a entrevista, da necessidade de trabalhar com o Talebã quando a operação militar no Afeganistão for encerrada.

"Foi uma pequena frase em uma entrevista muito longa, e uma frase que simplesmente afirmava que você não pode descrever todo mundo do Talebã como igualmente sombrio, igualmente mau", disse.

"Estes (militantes) são seres humanos e existem alguns entre eles que podem - não sabemos - que poderiam talvez ser as pessoas com quem, no final das contas, poderíamos negociar."
Venner também divulgou uma declaração condenando as ações do Talebã.

"A forma como o Talebã está lutando no Afeganistão é má, tanto com as mortes indiscriminadas de civis como com a forma com que eles aterrorizam a população. Nenhuma religião pode tolerar suas ações."
"Dou apoio total aos soldados britânicos e aliados que estão no país, tentando trabalhar com o governo afegão para trazer a estabilidade, democracia e uma paz duradoura", acrescentou.

O bispo anglicano Stephen Venner foi apontado para o cargo nas Forças Armadas em julho de 2009.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG