Bin Laden teve 4 filhos e 5 casas depois do 11 de Setembro, diz viúva

Em depoimento, mulher de líder terrorista dá detalhes sobre sua vida de foragido até ser morto no Paquistão em 2011

iG São Paulo |

O líder terrorista Osama Bin Laden viveu em cinco casas e teve quatro filhos durante o tempo em que viveu foragido depois dos ataques de 11 de Setembro de 2001 , revelou uma de suas viúvas em depoimento a policiais paquistaneses. Um relatório sobre o testemunho oferece mais detalhes sobre a vida do saudita até a sua morte , em maio de 2011, durante uma operação militar americana no Paquistão.

Leia também: Bin Laden planejava matar Obama, revela Washington Post

AP
Policiais são vistos em casa onde familiares de Bin Laden estariam sob custódia em Islamabad, no Paquistão (17/03)

O relatório, obtido nesta sexta-feira por meios de comunicação internacionais, levanta novas questões sobre como Bin Laden conseguiu se manter foragido por tanto tempo, apesar de ser alvo de uma caçada internacional.

Segundo Amal Ahmed Abdel-Fatah al-Sada, a mais jovem das três esposas de Bin Laden, dois dos filhos que o terrorista teve nos últimos dez anos nasceram em hospitais públicos paquistaneses.

Amal, uma iemenita de 30 anos que está sob custódia da polícia paquistanesa desde a operação que matou Bin Laden, afirmou ter se casado com o saudita no Afeganistão antes dos ataques do 11 de Setembro.

Leia também: Busca sobre últimos dias de Bin Laden esbarra em rumores

Depois do atentado, a família se “dispersou” e ela se escondeu durante oito ou nove meses em Karachi no Paquistão.

O casal se reencontrou em Peshawar, onde permaneceu por cerca de três anos, mudando-se depois para o vilarejo de Swat e para a cidade de Haripur.

A viúva de Bin Laden disse que teve dois filhos – Aasia, nascida em 2003, e Ibrahim, em 2004 - em hospitais mantidos pelo governo do país. Nas duas ocasiões ela permaneceu por apenas “duas ou três horas” no local e usou identidades falsas.

Em 2005, Bin Laden e as três esposas passaram a viver em uma mansão em Abbottabad onde Bin Laden foi morto, e na qual Amal teve mais dois bebês – Zainab, em 2006, e Hussein, em 2008.

O advogado das três viúvas de Bin Laden, Mohammed Amir Khalil, afirmou que em abril elas serão acusadas formalmente de permanecer ilegalmente no Paquistão . Se condenadas, poderão receber uma sentença máxima de cinco anos de prisão.

C om AFP e AP

    Leia tudo sobre: paquistãobin ladenal qaedaterrorismoeuaguerra

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG