Bin Laden acusa países árabes moderados de cumplicidade com Israel

O líder da rede terrorista Al-Qaeda, Osama bin Laden, acusou os países árabes moderados de cumplicidade com Israel e seus aliados ocidentais na mais recente ofensiva israelense contra a Faixa de Gaza, numa gravação sonora difundida neste sábado pelo canal de televisão do Qatar, Al-Jazeera.

Redação com agências internacionais |

"Está claro que alguns dirigentes árabes foram cúmplices com a aliança cruzada e sionista (na guerra) contra nosso povo (em Gaza). São dirigentes dos países que a América considera 'moderados'", disse a gravação atribuída a Bin Laden pelo canal.

Ofensiva contra Gaza

Em 27 de dezembro de 2008, Israel iniciou uma ofensiva na Faixa de Gaza com o objetivo de impedir que grupos militantes palestinos continuassem lançando foguetes contra seu território. O enfraquecimento do Hamas, organização que controla Gaza, e medidas para impedir seu rearmamento também eram apontadas pelo Exército israelense como causas da ofensiva.

Os ataques de Israel mataram 1.300 palestinos, em 22 dias.

O cessar-fogo unilateral foi declarado por Israel em 18 de janeiro. O primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert disse à nação que o Hamas havia sido "seriamente atingido" e que os objetivos de Israel foram alcançados.

Israel vinha sofrendo grande pressão internacional para interromper as hostilidades em Gaza e um dia antes do cessar-fogo assinou um acordo com os Estados Unidos que prevê cooperação entre os dois países para impedir o contrabando de armas e explosivos para o território palestino.

Desde então, o país tenta destruir ou reduzir a capacidade de combate do Hamas e tomar controle de seus estoques de armas.

(Com informações da AFP e BBC Brasil)

    Leia tudo sobre: faixa de gazagazahamasisrael

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG