RIAD - O líder da rede terrorista Al-Qaeda, Osama bin Laden, acusou o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, de seguir a mesma política de hostilidade em relação aos muçulmanos do antecessor, George W. Bush, em uma gravação de áudio divulgada nesta quarta-feira pelo canal de televisão Al-Jazeera.

"Obama segue os passos de seu antecessor em sua política de hostilidade com os muçulmanos (...) e assim estabelece as bases para guerras prolongadas", declarou o líder da Al-Qaeda em trechos da mensagem divulgados pela Al-Jazeera, canal de TV do Qatar em árabe.

A gravação foi difundida pouco antes da chegada a Riad de Obama e na véspera de um discurso de reconciliação com os muçulmanos que o presidente americano pronunciará no Cairo.

Bin Laden citou como exemplo a ofensiva do Exército paquistanês contra os talibãs no vale de Swat, noroeste do Paquistão. "Obama e sua administração têm espalhado novas sementes de ódio contra os Estados Unidos", advertiu Bin Laden na mensagem.

"Que o povo americano se prepare para colher os frutos do que têm plantado os dirigentes da Casa Branca durante os anos e décadas por vir", afirmou.

Obama chegou à Arábia Saudita para iniciar um tour que inclui uma visita ao Egito, onde ele fará um aguardado discurso para os muçulmanos.

Leia mais sobre Osama bin Laden

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.