Bill Clinton e George Bush unem forças para ajudar o Haiti

WASHINGTON (Reuters) - Os ex-presidentes dos Estados Unidos Bill Clinton e George W. Bush uniram forças neste domingo para exortar os norte-americanos a ajudarem os haitianos vítimas do terremoto, colocando de lado diferenças políticas em uma demonstração extraordinária de união. Clinton e Bush, ambos com 63 anos, apareceram nos principais canais de TV dos EUA para divulgar sua mensagem, um dia depois de se juntarem ao presidente Barack Obama na Casa Branca para anunciar seu esforço conjunto para levantar fundos.

Reuters |

A parceria une não somente duas das famílias políticas mais proeminentes dos EUA mas também dois dos quatro membros vivos do mais exclusivo clube norte-americano -- o dos ex-presidentes, ao lado de Jimmy Carter e Bush pai.

Clinton e Bush disseram que ajudar o esforço de socorro ao Haiti exige que os norte-americanos deixem de lado a política e trabalhem juntos.

"Este não é o momento de se concentrar na política, é hora de se concentrar na ajuda às pessoas", disse Bush no programa da rede CBS "Face the Nation".

No programa "State of the Union", da CNN, Clinton concordou.

"Quando as pessoas nos veem juntos - olhe, elas sabem de nossas diferenças, embora sejamos amigos", disse ele. "A única questão política que espero que saia disto é que as pessoas mantenham suas diferentes convicções mas tratem seus vizinhos como amigos."

Para Bush, foi o final de um período auto-imposto fora da vida pública um ano após o encerramento de seus oito anos na Casa Branca, da qual se retirou com baixos índices de aprovação.

(Por Steve Holland)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG