Bill Clinton e Bush preparam visita ao Haiti

NOVA YORK (Reuters) - Os ex-presidentes norte-americanos Bill Clinton e George W. Bush irão na segunda-feira ao Haiti para discutir a reconstrução de longo prazo do miserável país caribenho, devastado por um terremoto de magnitude 7 que matou até 300 mil pessoas e deixou mais de 1 milhão de desabrigados em janeiro. A pedido do presidente Barack Obama, os dois antecessores dele, rivais políticos entre si, criaram juntos o Fundo Clinton Bush para o Haiti, que já recebeu uma quantia superior a 36 milhões de dólares em doações de mais de 200 mil pessoas.

Reuters |

"Os presidentes Clinton e Bush vão se reunir com os haitianos, com o governo do Haiti e com outros que fornecem assistência aos sobreviventes do terremoto, com a meta de estabelecer ainda mais a recuperação de longo prazo e os esforços de reconstrução", disse a Fundação Clinton em nota na quinta-feira.

O ex-presidente é também o enviado especial da ONU para o Haiti, encarregado de coordenar os esforços humanitários no país.

De 2005 a 2007, ele foi o enviado especial da ONU para a reconstrução dos países afetados pelo tsunami de dezembro de 2004, que matou 226 mil pessoas, principalmente no Sul e Sudeste da Ásia.

O Fundo Clinton Bush para o Haiti irá "responder às demandas não atendidas no país, fomentar a oportunidade econômica, melhorar a qualidade de vida em longo prazo para os afetados e assistir o povo do Haiti conforme ele reconstrói suas vidas e 'reconstrói melhor' (do que antes)", disse a Fundação Clinton.

(Reportagem de Michelle Nichols)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG