Washington, 4 ago (EFE).- O ex-presidente americano Bill Clinton disse hoje se arrepender de alguns comentários feitos durante as eleições primárias nas quais sua esposa, Hillary, perdeu para Barack Obama.

Bill Clinton, que está em visita a Ruanda, explicou em declarações à rede de televisão "ABC" que não é racista, embora tenha dito que dará detalhes sobre seus comentários nas primárias depois das eleições presidenciais em novembro.

O ex-presidente negou ter atacado Obama em tom pessoal.

"Quem dera tivesse pedido para fazer algumas coisas (a Hillary).

Quem dera tivesse dito algumas coisas e não tivesse dito outras", afirmou o ex-presidente.

"Mas, não sou racista. Nunca fiz nenhum comentário racista e não o ataquei pessoalmente", acrescentou.

Bill Clinton acusou a campanha de Obama de explorar o fator racial durante as eleições primárias.

Além disso, nas primárias da Carolina do Sul, no final de janeiro, pareceu desdenhar do apoio dos afro-americanos a Obama.

"Nunca me chateei com o senador Obama. Acho que todo mundo que estiver preparado tem direito a se apresentar à Presidência de acordo com a Constituição", afirmou.

"É um candidato com um enorme talento", disse o ex-presidente sobre Obama. EFE tb/rb/tt

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.