Bill Clinton busca libertar jornalistas dos EUA na Coreia do Norte

Cecilia Heesook Paek. Seul, 4 ago (EFE).- O ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton chegou hoje de surpresa à Coreia do Norte para tentar libertar duas jornalistas americanas condenadas a 12 anos de trabalhos forçados, em meio a tensas relações entre os dois países.

EFE |

A imprensa estatal norte-coreana informou hoje que Clinton foi recebido no aeroporto de Sunan, em Pyongyang, pelo vice-presidente do Presidium da Assembleia Popular Suprema da Coreia do Norte, Yang Hyong-sop, e o vice-ministro de Exteriores, Kim Kye-gwan, que lidera também a delegação norte-coreana no diálogo nuclear.

As imagens de televisão mostraram uma menina norte-coreana entregando no aeroporto um ramo de flores a Clinton, mas a imprensa norte-coreana não informou o motivo nem a agenda da viagem do ex-líder americano à Coreia do Norte.

Fontes diplomáticas em Seul disseram que o marido da atual secretária de Estado americana, Hillary Clinton, busca a libertação das americanas Laura Ling e Euna Lee, que trabalham para o site de notícias "Current TV", de San Francisco (EUA).

As duas repórteres foram detidas em 17 de março na fronteira da Coreia do Norte com a China, enquanto gravavam imagens para um documentário sobre o tráfico de mulheres refugiadas norte-coreanas.

Após um julgamento desenvolvido em Pyongyang, o principal tribunal norte-coreano as condenou em junho a 12 anos de trabalhos forçados por entrada ilegal em seu território.

A imprensa sul-coreana indica a possibilidade de que o avião de Clinton deixe Pyongyang com as duas jornalistas a bordo se as negociações terminarem com sucesso, mas, como de costume na Coreia do Norte, há poucas informações sobre o assunto.

Em Seul, especula-se também que Clinton esteja levando uma mensagem pessoal do atual presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e se encontre com o líder norte-coreano, Kim Jong-il, antes de retornar a Washington amanhã, segundo a agência sul-coreana "Yonhap".

Bill Clinton é o segundo ex-líder americano que viaja à Coreia do Norte com uma missão de mediação, após a visita realizada em 1994 por Jimmy Carter durante a primeira crise nuclear.

Naquela viagem, Carter se reuniu com o então chefe de Estado e fundador do país comunista, Kim Il-sung, e conseguiu reabrir o diálogo sobre o programa nuclear norte-coreano.

Segundo fontes diplomáticas citadas hoje pelo jornal sul-coreano "Chosun Ilbo", nenhum funcionário do Governo de Washington faz parte da delegação de Clinton.

O Governo dos EUA parece ter a intenção de ressaltar que é uma viagem de caráter privado para libertar as jornalistas sem relação ao processo nuclear, cujas negociações estão paralisadas há meses.

No entanto, analistas sul-coreanos ressaltaram o peso político de Bill Clinton e o fato de que seu Governo tenha trabalhado intensamente para melhorar as relações com Pyongyang.

Clinton tinha previsto uma visita à Coreia do Norte durante seu mandato para normalizar as relações com esse país, considerado inimigo pelos Estados Unidos desde o fim da Guerra da Coreia, em 1953.

Essa viagem não chegou a se concretizar, mas houve a visita da então secretária de Estado americana Madeleine Albright, que, em 2000, se tornou a primeira representante de um Governo americano a visitar Pyongyang.

Analistas sul-coreanos citados pela "Yonhap" esperam que a visita de Clinton marque o caminho para retomar o processo de desnuclearização norte-coreana, estagnado desde dezembro de 2008.

A viagem ocorre em meio à escalada de tensão, desde que a Coreia do Norte foi sancionada pela ONU, após o lançamento de um foguete de longo alcance em abril e seu segundo teste nuclear em maio, que foi acompanhado do disparo de novos mísseis de curto alcance.

Recentemente, a Coreia do Norte sugeriu seu desejo de manter um diálogo bilateral com os EUA para negociar sua desnuclearização em vez do habitual diálogo a seis lados (entre EUA, as duas Coreias, China, Japão e Rússia). EFE ce/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG