O bilionário texano Allen Stanford, acusado de ter cometido uma fraude de US$ 8 bilhões, se entregou ao FBI depois que as autoridades emitiram um mandado de prisão contra ele. Stanford já enfrenta uma ação civil iniciada pela SEC, órgão que supervisiona e regula o mercado de ações nos Estados Unidos, por conta da suposta fraude.

Ele se entregou a agentes do FBI que montavam guarda diante da casa de sua namorada, no Estado da Virgínia.

A expectativa é de que ele se apresente a uma corte federal em Houston, nesta sexta-feira, para ouvir as acusações contra ele.

Os detalhes das acusações criminais ainda não foram revelados, mas em fevereiro, a SEC descreveu irregularidades cometidas pelo grupo financeiro Stanford Financial como uma "fraude de magnitude chocante".

O empresário é acusado pela SEC de atrair investidores através de seu banco em Antígua, prometendo altos retornos em certificados de depósitos e outros investimentos, num esquema de "pirâmide".

Suas mansões, aviões e outras propriedades foram confiscadas depois que milhares de clientes ficaram incapacitados de receber seu dinheiro de volta.

Stanford afirma que não fez nada de errado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.