Biggs, líder do assalto ao trem postal, deve ser libertado em julho (advogado)

Ronald Biggs, de 79 anos, detido pelo ataque ao trem postal Glasgow-Londres em 1963, um dos assaltos mais famosos da história da Grã-Bretanha, pode ser libertado em julho próximo, declarou nesta quinta-feira.

AFP |

Biggs, que está na ala hospitalar da prisão de Norwich, leste da Inglaterra, "será libertado em 4 de julho", indicou o advogado, após uma audiência que examinou um pedido de libertade condicional ao réu antes de seu aniversário de 80 anos.

Ronnie Biggs era o líder de uma gangue de cerca de 15 homens que conseguiu, em 8 de agosto de 1963, parar um comboio ferroviário manipulando a sinalização.

Depois de ferir gravemente um funcionário, eles fugiram com 120 sacos de notas usadas contendo no total 2,6 milhões de libras, uma quantia recorde para a época.

Detido depois dos fatos e condenado a 30 anos de prisão, Biggs fugiu em 1965. Ele se submeteu então a operações de cirurgia estética e viveu como foragido na Espanha, na Austrália e, principalmente, no Brasil, onde teve um filho. Arruinado e doente, ele decidiu se entregar às autoridades britânicas em 2001.

bur/ame/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG