Biden viaja ao Iraque uma semana antes de assumir vice-presidência

O vice-presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, faz nesta segunda-feira uma visita ao Iraque, a terceira etapa de uma viagem com escalas no Paquistão e no Afeganistão.

AFP |

Procedente de Cabul, após uma curta estada no Kuwait, o senador de Delaware faz a viagem na qualidade de presidente da comissão das Relações Exteriores do Senado.

Ele se encontrou à tarde com o presidente iraquiano, Jalal Talabani, e o chefe da diplomacia iraquiana, Hoshyar Zebari.

"Conversamos sobre os últimos acontecimentos e os progressos realizados no Iraque", declarou à AFP o ministro iraquiano das Relações Exteriores.

"Ele está ciente de que a nova administração (dirigida pelo presidente eleito Barack Obama) terá de encarar uma nova realidade. Ele nos incentivou a seguir adiante com nossos esforços", acrescentou Zebari, destacando que Biden insistiu no processo de "reconciliação", após anos de violência entre as diferentes comunidades religiosas.

A visita ao Iraque de Biden, que deve assumir junto com Obama no dia 20 de janeiro, é a terceira etapa de uma viagem que já o levou ao Paquistão e ao Afeganistão.

Nenhum detalhe foi dado sobre o teor de sua visita ao Iraque, nem sobre a data de seu regresso.

Joseph Biden já tinha ido ao Iraque em setembro de 2007, quando visitara a cidade de Ramadi, na província de Al-Anbar.

Cerca de 146.000 soldados americanos estão atualmente mobilizados no Iraque, entre eles um dos filhos de Biden.

No dia 1 de janeiro, o Iraque retomou o controle das operações de segurança em seu território, e as tropas americanas têm agora que pedir a autorização dos iraquianos antes de conduzir qualquer operação militar.

kat/yw/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG