Biden revela esconderijo de Cheney em ataques de 11 de Setembro

Washington, 17 mai (EFE).- O ex-vice-presidente dos Estados Unidos Dick Cheney se escondeu em um bunker até agora secreto na residência oficial do vice-presidente após os atentados de 11 de Setembro, conforme revelou seu sucessor, Joe Biden.

EFE |

O "lugar não revelado" onde Cheney esteve após os atentados era um dos segredos mais bem guardados, até agora, e originou várias piadas de humoristas americanos.

A revista "Newsweek" publicou que Biden identificou o local em declarações feitas durante um jantar com políticos e jornalistas no mês passado em Washington, aonde foi para substituir o presidente, Barack Obama.

Na ocasião, Biden contou aos companheiros de mesa que um cadete da Marinha mostrou a ele o bunker enquanto faziam um passeio pelo Observatório Naval, a residência oficial dos vice-presidentes dos EUA e onde ele reside agora, após substituir Cheney, que ocupou o imóvel durante oito anos.

O esconderijo, contou o vice-presidente, fica atrás de uma porta blindada e protegida com uma fechadura muito complexa, e também tem um corredor estreito no qual equipamentos de comunicações preenchem uma série de estantes.

O cadete explicou que foi nesse local onde os principais assessores de Cheney estiveram trabalhando enquanto o vice esteve escondido, "uma imagem que Biden descreveu de modo que sugeria que não deve causar surpresa que as políticas que saíram dali estivessem completamente distorcidas".

Cheney se tornou um dos principais críticos do Governo de Obama no que se refere a questões de segurança nacional.

Segundo o ex-vice-presidente, as políticas do novo Governo deixam os Estados Unidos desprotegidos, e será responsabilidade de Obama se houver um novo atentado em solo americano. EFE mv/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG