Biden pede a iraquianos que formem novo governo

Em visita ao Iraque, vice-presidente americano se encontrou com Nuri al Maliki e Iyad Allawi

AFP |

Reuters
Biden cumprimenta Nuri al-Maliki durante encontro em Bagdá
O vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, reuniu-se neste domingo em Bagdá com os dois principais candidatos ao posto de primeiro-ministro iraquiano e pediu aos líderes do país que resolvam a questão do bloco político que impede a formação de um novo governo.

"Na minha humilde opinião, para alcançar seus objetivos, é necessário que cada uma de suas comunidades seja representada de forma proporcional neste novo governo", declarou Biden diante de diversos ministros iraquianos em uma recepção em Badgá.

"O Bloco Iraquiano, a Aliança do Estado de Direito, a Aliança Nacional Iraquiana e a Aliança Curda deverão ter um papel importante neste novo governo para que ele funcione", disse, citando os principais blocos políticos do Iraque.

Entre os convidados presentes na recepção estavam, entre outros, o presidente iraquiano, Jalal Talabani, o vice-presidente, Tarek Al Hachemi, o chefe da diplomacia iraquiana, Hoshyar Zebari e o ministro do Petróleo, Hussein Shahristani.

Biden fez tais declarações no segundo dia de sua visita ao Iraque na qual encontrou separadamente o primeiro-ministro do Iraque, Nuri al Maliki, xiita e líder da lista Aliança do Estado de Direito (AED), e o ex-líder do governo e líder do Bloco Iraquiano, Iyad Allawi.

O vice-presidente americano chegou no sábado a Bagdá com sua mulher, Jill, para sua quarta visita ao Iraque desde que assumiu o cargo.

    Leia tudo sobre: iraquejoe biden

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG