Em visita a Cabul, vice-presidente disse que tropas podem continuar no país se afegãos não estiverem prontos para assumir defesa

Os Estados Unidos estão dispostos a permanecer no Afeganistão depois de 2014, data prevista para a retirada completa das tropas americanas e de coalizão, indicou nesta terça-feira o vice-presidente americano, Joe Biden, em visita a Cabul, capital afegã. 

Biden conversa com militares em base aérea de Maidan Shar, na província afegã de Wardak
AP
Biden conversa com militares em base aérea de Maidan Shar, na província afegã de Wardak
Atualmente, há 97 mil soldados americanos no Afeganistão, que devem começar a voltar para casa em julho, segundo a Casa Branca, até a total tranferência da responsabilidade da segurança para os afegãos, em 2014. Biden, no entanto, disse as forças americanas podem permanecer no país, se os afegãos não estiverem prontos para assumir a defesa. "Não iremos embora se vocês não quiserem", afirmou o vice-presidente.

O vice-presidente americano, que concedeu as declarações ao lado do chefe de Estado afegão, Hamid Karzai, ressaltou que as tropas dos EUA se retirarão "em função da situação" e apoiou o processo de reconciliação com membros moderados do taleban, promovido pelo governo de Karzai. 

Biden aplaudiu os "progressos" registrados no campo de batalha, embora tenha admitido que há motivos de preocupação, como a presença de setores da insurgência "no outro lado da fronteira", em referência ao Paquistão. 

Washington pressiona há meses o Paquistão para que lance uma operação contra o bastião fundamentalista do Waziristão do Norte, onde encontram-se algumas das facções mais radicais dos insurgentes afegãos, mas o governo paquistanês mostra-se reticente à ideia. 

Em sua visita ao Afeganistão, a primeira desde que assumiu a vice-presidência há dois anos, Biden se reuniu com Karzai e com outros representantes militares e civis afegãos, além de ter visitado um centro de treinamento das forças locais.

Soldados afegãos em centro de treinamento em Cabul, no Afeganistão. O vice americano, Joe Biden, está no país para conversar com o presidente Hamid Karzai
AFP
Soldados afegãos em centro de treinamento em Cabul, no Afeganistão. O vice americano, Joe Biden, está no país para conversar com o presidente Hamid Karzai
*Com EFE e AFP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.