Biden encerra viagem aos Balcãs defendendo soberania do Kosovo

Pristina, 21 mai (EFE) - O vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, encerrou hoje sua viagem pelos Bálcãs com uma visita ao mosteiro sérvio ortodoxo de Decani, no Kosovo ocidental, e com uma mensagem a favor da convivência multiétnica, em uma região afetada pela violência entre etnias na década de 1990. Saúdo a coragem dos monges neste mosteiro. Realmente espero que esta visita melhore a dinâmica do desenvolvimento na região, disse Biden, que esteve na terça-feira na Bósnia, na quarta na Sérvia e hoje no Kosovo.

EFE |

Enquanto milhares de albano-kosovares deram boas-vindas entusiasmadas ao vice americano em Pristina, os sérvio-kosovares se manifestaram no norte do Kosovo contra a visita de Biden.

As principais ruas da capital kosovar estavam hoje decoradas com cartazes de agradecimento em direção aos Estados Unidos e Joe Biden pela defesa da independência do Kosovo, proclamada contra o desejo da Sérvia, em fevereiro de 2008.

O vice-presidente americano foi um dos principais ideólogos da diplomacia americana contra o então presidente autoritário Slobodan Milosevic, o que, no Kosovo, continua gerando um grande agradecimento a Biden.

Por isso, o presidente kosovar, Fatmir Sejdiu, entregou hoje a medalha dourada da liberdade, assim como uma cópia da declaração de independência do Kosovo.

"Kosovo enfrenta muitos desafios. Estive na Sérvia e disse a seus líderes que o Kosovo não estará só perante esses desafios", afirmou o vice-presidente em discurso perante o Parlamento kosovar.

O vice americano pediu aos kosovares para criar instituições fortes e responsáveis, implementar os direitos para as minorias, estabelecer o Império da Lei e manter a disciplina orçamentária e fiscal. EFE am/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG