Biden agradece à Espanha por ajuda no Afeganistão e presos de Guantánamo

Madri, 7 mai (EFE).- O vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, agradeceu hoje a contribuição da Espanha na missão militar no Afeganistão e por aceitar receber vários prisioneiros do centro de detenção de Guantánamo.

EFE |

Madri, 7 mai (EFE).- O vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, agradeceu hoje a contribuição da Espanha na missão militar no Afeganistão e por aceitar receber vários prisioneiros do centro de detenção de Guantánamo. No primeiro dia de visita que realiza à Espanha e durante uma reunião que teve com o rei Juan Carlos, Biden destacou perante o monarca o compromisso da Espanha na luta contra o terrorismo internacional e o papel que pode desempenhar em regiões como Oriente Médio e América Latina em colaboração com os Estados Unidos. Segundo fontes da Casa Real espanhola, o encontro ocorreu no Palácio da Zarzuela no início da visita de Biden à Espanha, que termina amanhã com uma reunião com o primeiro-ministro José Luis Rodríguez Zapatero. O vice-presidente americano destacou a tarefa da Espanha em missões como o Afeganistão e o Líbano e avaliou também a contribuição no fechamento da prisão de Guantánamo, onde os EUA detiveram desde finais de 2001 a suspeitos de atividades terroristas e de vínculos com a rede terrorista Al Qaeda. A Espanha já recebeu dois presos - um palestino e outro iemenita que chegou na terça-feira passada - e está disposta a receber outros três. Biden ressaltou a "alta consideração" que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, tem pela figura do rei da Espanha, o primeiro chefe de Estado europeu a quem recebeu na Casa Branca, em 17 de fevereiro do ano passado. EFE cpg/sa

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG