Os animais de estimação são as mais recentes vítimas nos Estados Unidos da crise financeira mundial. Em Nova York, 44 mil gatos e cachorros são abandonados a cada ano e, agora, o número está aumentando porque muitas famílias têm menos dinheiro e acabam optando por deixar os bichos em abrigos.

Segundo os funcionários da agência de proteção aos animais, as histórias mais comuns são de pessoas que perderam o emprego e não têm como pagar a ração e as contas do veterinário ou ainda as de famílias que tiveram de se mudar de uma casa para um prédio onde animais não são bem-vindos.

As cenas no abrigo são, às vezes, dramáticas, já que muitos donos comparam a decisão de abandonar um bicho de estimação à de colocar um parente em um asilo.

Os funcionários também dizem que o trabalho é estressante, já que sabem que alguns dos animais recebidos vão ter de ser sacrificados.

Apesar dos momentos difíceis, eles dizem que vão continuar se empenhando para ajudar gatos e cachorros a atravessar a crise financeira global e encontrar novas famílias.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.