Betancourt pede conferência internacional sobre Farc

Bruxelas, 9 out (EFE).- A ex-refém das Farc Ingrid Betancourt defendeu hoje a realização de uma conferência internacional sobre a situação na Colômbia, que permita pressionar a guerrilha a abandonar as armas.

EFE |

Durante reunião em Bruxelas com membros de várias comissões do Parlamento Europeu, Betancourt defendeu que esta convocação deveria incluir os principais líderes latino-americanos.

A ex-candidata presidencial lembrou que as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) não deixam de ser uma "organização de esquerda que tenta obter o poder" no país, mas que optou pela via armada.

Por isso, assegurou que é muito importante uma "reflexão subcontinental, latino-americana", que deixe clara que essa opção violenta "não pode ter cabimento na América Latina".

Betancourt, da mesma forma que fez ontem ao discursar no plenário da Eurocâmara, defendeu a necessidade de dialogar com as Farc e de incluir neste processo todos os atores possíveis.

Nessa mesma linha, o eurodeputado espanhol de Esquerda Unida Willy Meyer reiterou o apoio de seu grupo a uma saída negociada do conflito e denunciou "a campanha de criminalização que estão sofrendo organizações e ativistas de direitos humanos" que defendem essa opção.

Por outro lado, Betancourt considerou fundamental combater a corrupção, "como uma exigência não só aos Governos, mas às empresas privadas dos países que comercializam no mercado exterior", especialmente nas nações em desenvolvimento.

Além disso, pediu ao Parlamento Europeu que impulsione o debate sobre um estatuto para as vítimas do terrorismo.

Para Betancourt, isto permitiria que pessoas de todo o mundo apoiassem as vítimas e fizessem ações por sua liberdade e seus direitos, ao tempo que seria uma plataforma para as famílias dos desabrigados pelo terrorismo se expressarem. EFE ++mvs++/++jac++ ++TRI++:JUSTIÇA-INTERIOR-FATOS,TERRORISMO POL:POLÍTICA,EXTERIOR DCG:é:16001000:Distúrbios e conflitos:Terrorismo POL:é:11002000:Política:Assuntos exteriores

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG