Betancourt pede atenção aos vínculos do narcotráfico com o terrorismo

Lima, 4 dez (EFE).- A ex-candidata à Presidência da Colômbia Ingrid Betancourt pediu hoje que os líderes do mundo prestem maior atenção aos vínculos formados entre o narcotráfico e os grupos terroristas.

EFE |

Betancourt, que se reuniu hoje em Lima com o presidente peruano, Alan García, assinalou em entrevista coletiva que durante os seis anos em que esteve seqüestrada pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) não ouviu sobre qualquer vínculo entre essa guerrilha e o grupo terrorista peruano Sendero Luminoso.

No entanto, afirmou que vê "uma similitude" entre os dois, que é "a vinculação de ambas as guerrilhas com o narcotráfico", e por isso pediu que "o assunto seja tratado com cuidado".

"Acho que isto é algo que o mundo não tem refletido e que acontece aqui (no Peru), na Colômbia e no Afeganistão. É o financiamento do terrorismo através do narcotráfico, da produção de drogas", afirmou.

Betancourt reiterou ainda que abandonou a política de maneira definitiva e que se dedicará a sua fundação e a sua família assim que tiver conquistado a libertação dos demais reféns em poder das Farc.

A franco-colombiana agradeceu o apoio que recebeu hoje de García e manifestou sua "satisfação pessoal" pela receptividade que teve entre os líderes sul-americanos que já visitou.

Betancourt já visitou Argentina, Chile e Peru, e viajará ainda para Brasil, Bolívia e Venezuela. EFE dub/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG