Betancourt fala pela Rádio France Internacional aos reféns colombianos

Ingrid Betancourt reiterou nesta segunda-feira que trabalhará com afinco para libertar todos os reféns das Farc na Colômbia, num programa da Rádio France Internacional (RFI) criado em dezembro passado para enviar mensagens quando ela própria se encontrava em cativeiro na selva.

AFP |

  • França e Colômbia negam ter pago para resgatar Ingrid
  • Brasil não se envolverá em libertações de reféns, diz Lula
  • A política franco-colombiana oviu a primeira transmissão desses programas em 7 de dezembro, quando seu filho Lorenzo lhe enviou uma mesnagem em meio aos rumores sobre seu grave estado de saúde.

    AFP

    O momento foi de muita emoção. Betancourt começou a chorar e disse: "'Me perdoem, não tenho feito outra coisa senão chorar desde que estou livre e detesto quando choro".

    Ela reiterou que continuará lutando para obter a paz na Colômbia e acrescentou que, para obter esse objetivo, "é essencial o papel que pode desempenhar o presidente venezuelano Hugo Chávez, que tem a chave nessa questão porque a ele as Farc ouvem".

    "Quero ser um soldado a mais desta causa", acrescentou, convocando uma grande manifestação para 20 de julho, em Bogotá, dia da celebração da independência colombiana, para pedir a libertação de todos os reféns em mãos da guerrilha.

    Betancourt, que tem previsto um encontro com o Papa nos próximos dias, pretende ficar na França por um tempo, por recomendação da família, e não disse quando voltará a seu país.

    Entenda

    Saiba mais sobre Ingrid

    O Resgate

    Imagens

    Repercussão

    Opinião

    Leia também:

      Leia tudo sobre: ingrid betancourt

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG