Betancourt conta que ficou acorrentada 24 horas por dia durante três anos

Paris - A ex-refém das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) Ingrid Betancourt contou que permaneceu acorrentada 24 horas por dia durante três anos e que, em alguns momentos, era submetida a maus-tratos, mas que apesar de tudo tentou viver com dignidade.

EFE |

AP

Com filhos ao lado, Ingrid participa de coletiva na embaixada francesa da Colômbia

"Tentava carregar as correntes e viver com dignidade, mas às vezes me dava conta de que era insuportável", disse Betancourt em entrevista transmitida hoje pela emissora de rádio francesa "Europe 1".

Perguntada sobre as humilhações às quais foi submetida, respondeu que "havia momentos de maus-tratos", que o tratamento que recebia dos guerrilheiros "era variável" e "sabia que em qualquer momento esse lado cruel podia surgir".

A ex-candidata presidencial franco-colombiana não quis entrar em detalhes sobre os maus-tratos e assinalou que, quando entrou no helicóptero do Exército que a libertou junto com outros 14 seqüestrados, disse a si mesma que "as pessoas não deveriam conhecer esses detalhes sórdidos".

Além disso, contou que acreditava que seu seqüestro duraria mais quatro anos: os dois que faltam para o fim do mandato do atual governo colombiano e outros dois que seriam necessários para relançar um processo para a libertação de reféns.

Betancourt, que voa em direção a Paris, onde esta tarde vai ser recebida no aeroporto militar de Villacoublay, nas cercanias de Paris, pelo presidente francês, Nicolas Sarkozy, afirmou que está "ansiosa" para chegar, especialmente para ficar com sua família na França.

Na entrevista, ela disse que está "muito surpreendida" com a popularidade que tem e agradeceu a todos por "acompanhá-la" durante o período em que esteve em cativeiro. "Sinto que sou abençoada por Deus", afirmou.

Ao comentar sobre seus filhos, Betancourt disse que encontrou "adultos com uma personalidade extraordinária, grande inteligência e grande espiritualidade".

Após chegar à base de Villacoublay, Betancourt irá ao Palácio do Eliseu, sede da Presidência francesa. Na França, a ex-refém das Farc também deve passar por um exame médico detalhado. Na próxima semana, ela deve viajar ao Vaticano para se encontrar com o papa Bento 16.  

Entenda

Saiba mais sobre Ingrid

O Resgate

Imagens

Repercussão

Opinião

Leia também:

    Leia tudo sobre: farcingrid betancourt

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG