Roma, 23 mar (EFE).- O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, insistiu hoje em sua ideia de introduzir no país a eleição direta do chefe de Governo ou do chefe de Estado, e assegurou que proporá a troca do sistema parlamentarista pelo presidencialismo até o fim de seu mandato.

Berlusconi, que por telefone participou hoje de um programa da TV estatal "RAI", explicou que, nos próximos três anos, "se dirigirá aos italianos para sondar se querem a eleição direta do presidente da República ou chefe do Governo".

A introdução do presidencialismo, acrescentou Berlusconi, está entre as propostas do programa de Governo que o fez ganhar as eleições em 2008.

Para Berlusconi, o presidencialismo seria "um enriquecimento da vida democrática do país", segundo uma entrevista publicada hoje pelo "La Stampa". EFE ccg/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.