Berlusconi vai decorar sede do Governo com 3 estátuas romanas

Roma, 13 mar (EFE).- O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, vai decorar a sede do Governo com três estátuas romanas do Museu Romano Nacional, decisão que gerou críticas da oposição ao vício napoleônico do chefe do Executivo.

EFE |

Um porta-voz do Ministério de Bens Culturais confirmou à Agência Efe que, "nos próximos dias", as três estátuas serão levadas do museu à sede do Governo italiano, o Palácio Chigi, assim que o superintendente Angelo Bottini autorizar a transferência.

As três estátuas encontram-se nas Termas de Diocleciano, uma das quatro sedes do Museu Romano Nacional. Mas, segundo nota do opositor Partido Democrático (PD), não estão expostas ao público devido "a uma crônica falta de verbas".

No comunicado, o PD afirma que a decisão de Berlusconi de transferir as estátuas, de "alto valor artístico", obedece a "vícios napoleônicos", razão pela qual decidiu questionar o ministro de Bens Culturais, Sandro Bondi.

O PD acha que usar estas estátuas "para decorar espaços privados" do premiê parece "uma decisão profundamente equivocada".

Segundo o porta-voz do ministério, a mudança de obras de arte públicas a sedes oficiais é uma prática habitual na Itália, onde diversas obras decoram sedes oficiais e até "embaixadas no exterior". EFE fab/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG