Berlusconi receberá alta quarta-feira com prescrição de pouca atividade

O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, hospitalizado no domingo depois de sofrer uma violenta agressão no rosto, receberá alta na quarta-feira, mas terá que evitar atividades públicas importantes durante pelo menos 15 dias.

AFP |

O médico Alberto Zangrillo, chefe do serviço de anestesia e reanimação do hospital San Raffaele, de Milão, onde Berlusconi está internado, destacou que o premier passou uma noite tranquila e receberá alta no início da tarde de quarta-feira.

Mas o chefe de Governo terá uma prescrição estrita: "Abster-se de qualquer atividade que o exponha a situações públicas e de estresse".

"Do ponto de vista físico, come normalmente, mas com alguma dificuldade. Do ponto de vista psíquico, é algo preocupante, porque continua bastante abatido, apesar de começar a dar sinais de recuperação", afirmou o médico.

Berlusconi, 73 anos, recebeu no domingo um violento golpe no rosto, ao ser atingido por uma estátua em miniatura do Duomo de Milão, uma peça para turistas com uma base de metal.

Ele sofreu uma fratura no nariz, que provoca fortes dores de cabeça, quebrou dois dentes e teve cortes internos e externos nos lábios, que o fizeram perder meio litro de sangue.

O agressor, Massimo Tartaglia, 42 anos, que é submetido a tratamento psiquiátrico há 10 anos, está detido em uma cela isolada da prisão de Milão e será julgado por "ferimentos graves premeditados".

mg-fka/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG