Berlusconi recebe voto de confiança do Parlamento

Premiê italiano sobrevive a votações no Senado e na Câmara, cruciais para poder permanecer no cargo

iG São Paulo |

O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, sobreviveu nesta terça-feira a duas votações consideradas cruciais para sua permanência no cargo.

O Senado votou uma moção de confiança, no qual Berlusconi conseguiu o apoio de 162 dos 309 senadores, com 11 abstenções. Na Câmara, onde a moção votada era de não-confiança, a vitória de Bersluconi foi mais apertada: 314 a 311 votos.

Reuters
Berlusconi toma café durante votação no Senado em Roma

Berlusconi, de 74 anos, que está na metade de seu mandato de cinco anos, vem enfrentando nos últimos meses uma série de escândalos, muitos deles envolvendo seus supostos relacionamentos com mulheres jovens.

O alto índice de desemprego entre os jovens, cortes de gastos públicos e uma crise sobre a coleta de lixo em Nápoles contribuíram também para a retirada do apoio a Berlusconi.

O primeiro-ministro deixou de contar com a maioria na Câmara depois que rompeu sua aliança com Gianfranco Fini, que, com um grupo de partidários, deixou o governista partido Povo da Liberdade e formou uma legenda própria de centro-direita.

 Na segunda-feira, Berlusconi fez um apelo para que os parlamentares lhe dessem um voto de confiança. Em discurso, ele alertou os membros do Parlamento para o risco de mergulharem a Itália na crise da dívida que afeta a zona do euro, caso aprovem a moção de não-confiança.

O primeiro-ministro italiano disse que seu governo manteve a Itália fora da crise, mas a ameaça de instabilidade permanece. "É uma loucura iniciar um crise (política) sem nenhuma solução previsível", afirmou.

Com Reuters e BBC

    Leia tudo sobre: berlusconiitáliasenadocâmara

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG