Berlusconi promete fechar fronteiras da Itália

O recém-eleito primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, declarou nesta terça-feira em seu primeiro encontro com a imprensa em Roma que pretende fechar as fronteiras do país, para diminuir os altos índices de criminalidade.

BBC Brasil |

"A Itália tem um índice de criminalidade 30% maior do que outros paises europeus por causa da desvairada decisão de deixar as fronteiras abertas", disse Berlusconi, ao falar, em Roma, diante de jornalistas italianos e estrangeiros.

"Vamos fechar as fronteiras e aplicar a lei Bossi-Fini", afirmou Berlusconi, fazendo referência à lei que restringe a entrada de estrangeiros no país.

A lei Bossi-Fini, que regula a imigração, leva o nome de dois dos principais aliados políticos de Berlusconi: Umberto Bossi, líder da Liga Norte, partido separatista e xenófobo, e Gianfranco Fini, neofascista da Aliança Nacional.

Saiba mais sobre: Berlusconi - eleições na Itália

    Leia tudo sobre: berlusconiitália

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG